Segundo especialistas cerca de 150 mil fios de cabelos são existentes em nosso couro cabeludo, possivelmente perdemos uns 120 fios por dia, o que está dentro dos padrões normais. O nosso cabelo cai por conta dos nossos folículos que são frágeis e acabam se rompendo com facilidade.

A queda de cabelo está relacionada às mudanças hormonais e o metabolismo, o que pode ocasionar essa perda de fios temporariamente. De acordo com especialistas, essas mudanças provavelmente venham ocorrer na gravidez ou parto, por conta do uso irregular de pílulas anticoncepcionais e na menopausa.

A associação Brasileira de Cirurgia de Restauração Capilar afirma que 25% das mulheres brasileiras entre 35 e 40 anos sofrem com a calvície devido à queda dos fios de cabelos e 50% das que estão acima dos 40 anos.

Segundo a Sociedade Internacional de Cirurgia e Restauração de Cabelo 40% passam por essa situação antes dos 35 anos. A mesma enfatiza a importância da procura por um médico especialista.

Por que os cabelos caem na gravidez?

Como foi falado anteriormente, a mudança de hormônios pode causar a queda de cabelo, especificamente no começo da gravidez e provavelmente após trinta dias do parto.

Toda gestante passa por várias mudanças em seu corpo desde os pés aos fios de cabelos, e podem ser notadas na medida que as alterações vão surgindo durante o período de gestação.

É natural que as mulheres grávidas percebam a mudança em seus cabelos, na maioria das vezes essas transformações deixam os cabelos mais saudáveis e bonitos, portanto, vai depender da saúde capilar da pessoa, pois uma boa alimentação e cuidados especiais contam muito.

Qual a razão de cair?

Afirmam os especialistas que devido ao aumento da taxa hormonal que é responsável por regular o ciclo reprodutivo da mulher, com a progesterona e o estrogênio, pode ser que os cabelos fiquem mais resistentes, mas tem haver também com os hormônios masculinos a (testosterona), que colaboram muito.

Importante lembrar que a testosterona é considerada hormônio masculino, porém as mulheres também produzem a mesma através dos ovários, e glândulas suprarrenais. A progesterona é o hormônio feminino produzido somente pelos ovários. Ambos em conjunto, estimulam a secreção das glândulas báceas.

As mulheres em período de gestação devem observar se os cabelos estão com excesso de oleosidade, pois tanto o excesso, quanto a sua falta podem fazer com que haja a queda dos fios. Aconselha-se a observação após lavar os cabelos e escova-los.

Queda de cabelo na gravidez e tratamento

Os tratamentos para queda de cabelo não são os mesmos para todas as gestantes. O especialista do caso irá solicitar exames para detectar a causa. Só assim ele poderá auxiliar no tratamento adequado e recomendar a medicação certa, pois se trata de uma gestante e os cuidados são minuciosos.

O ideal também é não tingir os cabelos no período de gravidez, principalmente as que contêm amônia, se possível for nos primeiros três primeiros meses, a química pode prejudicar na formação do bebê.

A melhor solução é cuidar da alimentação que é muito importante desde o início da gestação de forma natural. Uma auto massagem no couro cabeludo faz bem e vai estimular seu crescimento e saúde.

Tinturas em excesso, progressiva, chapinha, relaxamento, entre outros procedimentos químicos são prejudiciais à saúde capilar? São prejudiciais e ainda existem alguns procedimentos que podem fazer com que a mulher tenha calvície.

A calvície Bh é uma empresa especializada não só em procedimentos químicos como também no tratamento de calvície e transplante capilar Uberlândia. A mesma trabalha com métodos tecnológicos de primeira geração e com atendimento em todo território nacional.

Visite o site Calvície Bh e veja as melhores propostas e sugestões em vários procedimentos com as melhores formas de pagamento.

Confira também: Transplante Capilar