Foto 11

Na busca pela perfeição estética, muitas pessoas, principalmente os homens, acabam exagerando na dose e recorrem ao uso indiscriminado de substâncias nocivas ao organismo, entre elas os anabolizantes ou “bombas”, como são popularmente conhecidos. Resumidamente, os anabolizantes são hormônios esteroides que causam o crescimento do tecido muscular e ósseo e podem, se usados de maneira indevida, causar vários problemas, como, por exemplo, o desencadeamento da calvície.

A relação entre a ingestão de anabolizantes e o surgimento da calvície pode ser facilmente explicada. Para isso, basta considerar que, na calvície de padrão masculino, o grande responsável pela excessiva perda do cabelo é o descontrole do hormônio dihidrotestosterona (DTH), derivado da testosterona, que, uma vez alterado, promove um afinamento progressivo dos fios em determinadas regiões do couro cabeludo. Os anabolizantes são substâncias derivadas da testosterona e isso significa que aqueles que o consomem estão aumentando no seu organismo os níveis deste hormônio masculino, que também está presente nas mulheres. Consequentemente, o aumento da testosterona provoca o descontrole na sua fração (a dihidrotestosterona), desencadeando, portanto, o enfraquecimento dos fios e o aparecimento da calvície.

Se por um lado, inúmeros jovens desavisados se veem conquistando os músculos tão bem definidos com que tanto sonhavam, em contrapartida surge uma nova insatisfação com a própria imagem, devido à acentuada perda de cabelo em homens que ainda estão na faixa dos 20 anos de idade.

A primeira coisa a ser feita pelos jovens que estão sofrendo com uma excessiva perda de cabelo e que pode estar sendo causada pelo uso demasiado de anabolizantes é procurar um dermatologista, especializado em tricologia. É este profissional que vai verificar se a calvície está realmente associada à ingestão dos hormônios, excluindo, portanto outras possíveis causas que podem ser responsáveis pelo afinamento dos folículos pilosos e sua respectiva queda.

Diante dos primeiros sintomas de queda capilar, é importantíssimo evitar a automedicação, pois somente o profissional com o conhecimento específico no assunto saberá avaliar as reais causas do problema.

Tem dúvidas sobre seu caso? Agende uma consulta com o Dr. Otávio: (31) 2512-8907