Icone - Telefone (31) 2512-8907 Icone - WhatsApp (31) 9.9880-8907 Icone - Facebook Icone - Instagram

O que é Eflúvio Telógeno?

Mulher com possível caso de Eflúvio Telógeno

Quando o cabelo começa a cair, é normal que muitas pessoas se desesperem e comecem a procurar uma causa para tudo isso. Quedas podem ser decorrentes de diversos motivos, como por exemplo algum produto que não se deu bem com o couro cabeludo, genética e até mesmo problemas emocionais. Sim, problemas emocionais podem realmente causar queda de cabelo! E esse problema é chamado de eflúvio telógeno

Podendo ser resumido como uma condição em que nossos fios de cabelo começam a cair decorrente de alguma situação que abala nosso emocional (seja ela boa ou ruim), essa é uma das causas que podem levar à queda de cabelo. Mas não se preocupe que há como reverter essa situação. 

Nesse artigo nós explicamos as causas, sintomas, tratamentos, situações, como é feito o diagnóstico e até mesmo como prevenir o eflúvio telógeno. Boa leitura! 

Quais as causas do Eflúvio Telógeno? 

Antes de falarmos sobre o que pode causar o eflúvio telógeno, é muito importante entender os ciclos de vida que nosso cabelo possui. No total, existem três: Anagéneo, Catagénea e Telógénea. Entenda abaixo de uma forma rápida como eles funcionam. 

1. Anagéneo

Processo em que o cabelo começa a crescer dentro da raiz, onde as células ficam ativas e o fio de cabelo começa a ser formado. Geralmente os fios crescem cerca de um centímetro por mês, podendo esse ato durar de 3 a 6 anos. 

2. Catagénea

Depois de um tempo que cresceu, o fio começa a “morrer”. Nesse processo de regressão, os fios começam a ser substituídos por novos. Esse ato leva cerca de três semanas para ser concluído. 

3. Telógénea  

Essa parte pode ser resumida como o processo de transição dos fios, onde um novo fio que está sendo gerado na raiz começa a empurrar os cabelos “mais antigos”. Leva três meses para ser finalizado. 

Entendeu os processos que nossos fios de cabelo passam? Vamos agora para as possíveis causas que podem levar as pessoas a terem eflúvio telógeno. 

Quando passamos por uma situação de muito estresse ou desgaste emocional, nosso corpo vai responder de alguma forma. Os cabelos são um dos principais a serem afetados, provocando quedas que podem resultar nos famosos “buracos” em nosso couro cabeludo. 

Para você entender de uma forma prática: o eflúvio telógeno é uma espécie de antecipação do ciclo de vida de um fio de cabelo. Acontece que, devido à possíveis traumas, nosso corpo tende a interromper o que está “programado” e simplesmente antecipa a queda do cabelo. 

Veja algumas situações que podem resultar em eflúvio telógeno: 

  • Problemas financeiros e/ou emocionais;
  • Alimentação inadequada ou dietas feitas sem acompanhamento médico;
  • Uso de medicamentos indicados para hipertensão ou antidepressivos; 
  • Alguma situação em que esteja ansioso;
  • Algum resultado que está levando tempo para sair, como o de uma prova, por exemplo;
  • Até mesmo um momento feliz, como o casamento de filho (a) ou o seu, por exemplo. 

Muitas são as causas que realmente podem levar as pessoas a terem eflúvio telógeno, por isso é muito importante estar atento (a) aos sintomas. Essa situação não escolhe sexo ou período para aparecer, mas mulheres com mais de 30 anos possuem mais casos. Por isso veja abaixo no que você deve se atentar. 

Quais os sintomas do eflúvio telógeno? 

Como é uma condição que provoca a queda de cabelo, a melhor forma de saber se está sofrendo deste mal é observar se há alguma alteração no volume dos fios. 

Caso você possua cabelo grande, pode fazer um rabo de cavalo e analisar se as pontas estão mais fracas que a raiz. Outro ponto que também ajuda é fazer um teste rápido e comparativo: pegue uma mecha de tamanho médio e passe a mão em todos os fios, analisando principalmente o comprimento. 

Percebeu alguma alteração? Hora de consultar um tricologista, profissional que vai fazer um teste mais assertivo e indicar os melhores tratamentos. 

Fui diagnosticado (a) com Eflúvio Telógeno, o que fazer? 

Depois de ser constatado que você está realmente com este problema, é muito importante que você mantenha a calma, pois felizmente há cura para o eflúvio telógeno. Porém o tempo de recuperação varia de acordo com o tipo dessa doença que você foi diagnosticado. 

Isso porque existem duas variações de eflúvio telógeno: agudo e crônico. Explicamos mais sobre elas no parágrafo abaixo.

Eflúvio telógeno agudo e crônico: o que são? 

Quando falamos dessa condição que atinge diretamente o cabelo, é muito importante que o especialista que você optar saiba indicar se você possui eflúvio telógeno agudo ou crônico. 

Caso esteja convivendo com o tipo agudo, o tempo de tratamento é menor, variando entre 11 e 12 meses. Nesse, os sintomas começam a aparecer em cerca de três meses depois do possível trauma. Vale lembrar que a queda diária pode aumentar gradativamente, chegando a 200 e 300 fios. O ideal é que cerca de 100-120 caiam de nosso cabeça por dia, processo que muitas vezes é imperceptível.  

Quando se fala de eflúvio Telógeno Crônico, é importante que a pessoa saiba que vai se tratar por um período que pode variar entre 3 e 4 anos. Geralmente ele aparece decorrido de alguma doença autoimune, como por exemplo a tireoidite. As quedas também ocorrem nesse tipo de diagnóstico, mas os fios acabam ficando mais volumoso na base e finos nas pontas, dando sensação de fraqueza. 

Como é feito o tratamento do eflúvio telógeno? 

Como o eflúvio telógeno é uma resposta de nosso corpo para um problema que já aconteceu, a melhor forma de acabar com a queda dos fios é solucionar o problema que desencadeou tudo isso. 

Se por exemplo você está passando por um problema financeiro que possa ter causado essa reação corporal, tente resolver da melhor forma possível, pois dessa forma não haverá motivos para você ainda conviver com eflúvio telógeno. 

Há diversos produtos e procedimentos que podem fazer com que o crescimento dos fios seja acelerado, mas isso deve ser feito juntamente com o especialista que fez seu diagnóstico. Não se automedique ou tire conclusões precipitadas antes de qualquer consulta com um profissional. 

Eflúvio telógeno tem cura? 

Sim, é possível se livrar dessa doença! Mas é muito importante que o diagnóstico e tratamento comecem a acontecer o quanto antes. Percebeu uma queda de cabelo maior que o normal? Compareça em uma clínica capilar assim que possível. 

Ao se consultar com um tricologista você vai conseguir saber se realmente está com eflúvio telógeno e quais os próximos procedimentos que deve seguir para acabar com isso o quanto antes. 

Qual o tempo de recuperação do eflúvio telógeno?

Para uma pessoa se recuperar completamente dessa doença, é muito importante que o problema que a causou seja resolvido, assim como dissemos anteriormente. Falando de uma forma geral (mas vale lembrar que cada pessoa pode possuir suas particularidades), os casos agudos são resolvidos em no máximo um ano. 

Casos crônicos possuem um maior tempo de recuperação, onde as pessoas afetadas levam cerca de 3 a 4 anos para terem sua queda de cabelo anormal interrompida. 

Mas lembrando: cada pessoa possui um organismo e razões emocionais diferentes, por isso não leve em conta casos anteriores quando começar a pensar no tempo de recuperação do eflúvio telógeno. 

Há alguma forma de se prevenir do eflúvio telógeno?

Quando falamos de uma resposta de nosso corpo, é muito complicado dizer que há métodos para que ela não venha a acontecer. Dessa forma, não há como se prevenir do eflúvio telógeno. 

Quedas de cabelo podem ser decorrentes de diversos fatores, incluindo genética, alguma bactéria ou até mesmo um efeito colateral de uma doença que não é diretamente ligada ao couro cabeludo. 

Algo que realmente pode ajudar é o diagnóstico realizado nos primeiros estágios, então se você percebeu alguma anormalidade, sempre consulte um especialista em Tricologia, onde um profissional vai estudar os distúrbios que estão causando problemas por meio de exames especializados. 

Quer ajuda para saber se está com eflúvio telógeno? Conte com a Clínica Dr. Otávio Boaventura! 

Seus cabelos estão caindo mais do que o normal? Agende uma consulta com nossos especialistas e tire todas as suas dúvidas agora mesmo. Nossa clínica está apta para indicar os melhores tratamentos de queda de cabelo, onde vamos analisar e indicar como seu problema pode ser resolvido. 

Ficou com alguma dúvida? Nosso time de atendimento está pronto para falar com você! Vale lembrar que nossos doutores (as) atendem em Belo Horizonte, Uberlândia e Brasília em dias específicos, então fale conosco via WhatsApp ou telefone antes de comparecer à clínica. 

Não sofra por conta do eflúvio telógeno, sua autoestima é o seu bem mais precioso. Contate-nos o quanto antes e saiba como podemos ajudar.

Gostou do conteúdo acima? Acompanhe nossa clínica nas redes sociais! Estamos no Facebook e Instagram

Aproveitando que está em nosso site, não deixe de ler os outros conteúdos de nosso blog. Há diversos conteúdos que podem lhe orientar sobre os mais diversos problemas que envolvem queda de cabelo. 

Você também pode ficar sabendo mais sobre nosso fundador, o Dr. Otavio Boaventura e toda sua trajetória. Não deixe de acessar!

Quer ter acesso ao conteúdo VIP?

Preencha o formulário abaixo

navegação Destaque Belo Horizonte - MG
  • Icone - Endereco Av. do Contorno, 4640, 15º andar - Funcionários
  • Icone - WhatsApp (31) 99880-8907
  • Icone - Telefone (31) 2512-8907
Uberlândia - MG
  • Icone - Endereço Rua Bernardo Cupertino, nº 1514 - Osvaldo Rezende
  • Icone - WhatsApp (31) 99880-8907
  • Icone - Telefone (31) 2512-8907
Brasília - DF
  • Icone - Endereço Estamos atendendo em dias específicos na cidade de Brasília, por gentileza agendar sua consulta via WhatsApp
  • Icone - WhatsApp (31) 99880-8907

© 2018 - 2020 Clínica Calvície BH | Tratamento Capilar – Tricologia Belo Horizonte – MG

Desenvolvido por Public Online